Resumo Semanal de Cabo Ligado de 10-16 de Abril de 2023

O Presidente sul-africano Cyril Ramaphosa prolongou o destacamento da Força de Defesa Nacional Sul-Africana em Cabo Delgado até 15 de Abril de 2024. O destacamento compreende 1.495 soldados como parte da Missão da SADC em Moçambique e custará cerca de 1 bilhão de rands (54,18 milhões de dólares americanos).
21 Abril, 2023
Foto: SADC on Twitter

África do Sul prolonga missão em Cabo Delgado por mais um ano

O Presidente sul-africano Cyril Ramaphosa prolongou o destacamento da Força de Defesa Nacional Sul-Africana em Cabo Delgado até 15 de Abril de 2024. O destacamento compreende 1.495 soldados como parte da Missão da SADC em Moçambique e custará cerca de 1 bilhão de rands (54,18 milhões de dólares americanos). A missão vai continuar a “apoiar a República de Moçambique no combate aos atos de terrorismo e extremistas violentos que afetam as zonas do norte de Moçambique no âmbito da Operação VIKELA”, disse Ramaphosa à Assembleia Nacional Sul-Africana.

Mesquitas de Mocímboa da Praia reabertas para orações matinais

As autoridades de Mocímboa da Praia levantaram a proibição de abertura de mesquitas de madrugada, que vigorava há dois anos por motivos de segurança. Os muçulmanos da vila preparam-se para celebrar o seu primeiro Eid al-Fitr desde que regressaram depois que a vila foi reconquistada pelas forças do governo em agosto de 2021. Os ruandeses e a Polícia da República de Moçambique indicaram que a reabertura das madrassas poderá ocorrer em breve, segundo fonte local.

Estudo do CDD constata resposta “descoordenada” ao extremismo em Cabo Delgado

Um relatório da semana passada do CDD em Moçambique constatou que a falta de coordenação entre os setores humanitário, do desenvolvimento e de paz em Cabo Delgado prejudicou a resposta ao extremismo violento. Com base em dois meses de pesquisa de campo em Mocímboa da Praia, o CDD constatou que as organizações humanitárias e de desenvolvimento tendem a ver-se como concorrentes em termos de recursos e não como potenciais parceiros e colaboradores, enquanto os actores militares são muito reticentes para partilha de informações com actores não militares. O relatório aponta ainda a corrupção como um grande entrave ao combate ao extremismo, acusando grupos influentes como a organização de veteranos da Frelimo, a Associação dos Combatentes da Luta de Libertação Nacional, de usarem a sua influência para canalizar a ajuda de forma desproporcionada para os seus membros e familiares.

Rapazes escapando do cativeiro insurgente ostracizados no regresso a casa, segundo estudo do governo

Rapazes raptados por insurgentes e usados como crianças-soldados são muitas vezes rejeitados pelas suas comunidades quando conseguem escapar e regressar a casa, segundo um estudo realizado pelo Serviço Provincial de Assuntos Sociais de Cabo Delgado. Esses rapazes tendem a ser vistos com desconfiança, enquanto as meninas geralmente são vistas como vítimas e acolhidas de volta à comunidade.

Índia e Moçambique irão expandir cooperação antiterrorista

A Índia e Moçambique irão reforçar a colaboração em áreas estratégicas como a luta contra o terrorismo, disse o ministro das Relações Exteriores da Índia, Subrahmanyam Jaishankar, após uma visita a Moçambique na semana passada. Jaishankar esteve em Moçambique de 13 a 15 de Abril e reuniu-se com o Presidente Filipe Nyusi e outras altas figuras do governo. Nenhum detalhe desta colaboração foi anunciado, mas a Índia já tinha anteriormente oferecido duas Fast Interceptor Crafts às forças de segurança moçambicanas, que foram formalmente lançadas em Maio do ano passado pelo vice-assessor de segurança nacional indiano, Vikram Misri, durante uma visita ao país. A Índia também realizou atividades conjuntas de vigilância marítima no canal de Moçambique com a França em Maio e Novembro de 2022 para ajudar a combater a pirataria e o tráfico de drogas.

Armazém que guardava droga apreendida pega fogo em Pemba

Um armazém em Pemba contendo 80 quilos de drogas apreendidas pelo Serviço Nacional de Investigação Criminal de Moçambique ardeu na sexta-feira, 14 de Abril. Os bombeiros de Pemba extinguiram as chamas, mas a causa e a extensão dos danos são desconhecidas. As drogas, que incluíam 42 kg de cocaína, 34 kg de anfetaminas e quatro kg de heroína, foram confiscadas em Metuge e pensa-se que se destinavam a Nampula a partir das Comores.


Este artigo é excerto do Cabo Ligado Semanal, uma colaboração do Zitamar News, MediaFax e ACLED.

Receba as noticias via WhatsApp e Telegram!

Para subscrever pelo WhatsApp, clique o botão abaixo e selecione o seu idioma de preferência. Por favor, salve nos seus contactos o número do WhatsApp do Plural Media. Fique tranquilo que ninguém poderá ver o seu contacto.Para subscrever pelo Telegram, clique no botão e siga as instruções no Telegram. O seu contacto não será público.

Popular

magnifierchevron-down