Queima de corpos pela SAMIM em Cabo Delgado poderá não ser esclarecida, alerta CDD

Listen to us here:
Android
iOS
5 Setembro, 2023

Saudações! Seja bem-vindo à edição de "A Voz de Cabo Delgado" para 05 de Setembro de 2023. "A Voz de Cabo Delgado" é um espaço noticioso produzido pela Plural Média, em parceria com o projecto Cabo Ligado.

Para já os destaques:

🔸 Queima de corpos pela SAMIM em Cabo Delgado poderá não ser esclarecida, alerta CDD

🔸 Novo ministro do Interior deve intensificar combate ao terrorismo e crime organizado

🔸 Cidade de Pemba terá um um novo sistema de abastecimento de água até ao final do ano


O Centro de Democracia, Desenvolvimento e Direitos Humanos (CDD) denuncia que há riscos da missão militar da SADC sair do país, sem ter esclarecido a queima de corpos, envolvendo os seus efectivos, nas matas da província de Cabo Delgado.

Aquela organização não governamental moçambicana observa que a investigação, foi anunciada em Março e é liderada por uma equipa da Missão da SADC em Moçambique (SAMIM), uma vez que os militares envolvidos na queima de corpos fazem parte da força regional que apoia Moçambique, na luta contra o extremismo violento em Cabo Delgado.

Cinco meses depois, ainda não há informação sobre o estágio da investigação, muito menos sobre a responsabilização dos militares que violaram o Direito Internacional Humanitário.

Segundo o CDD, a demora torna-se mais preocupante, porque a SADC já entrou em contagem decrescente para o fim da sua missão militar em Cabo Delgado, prevista para Julho de 2024, aumentando o risco de a SAMIM retirar-se, sem esclarecimento do caso.

O CDD sempre defendeu que a investigação devia ser dirigida por uma comissão independente.


O novo ministro moçambicano do Interior que tomou posse, nesta quarta-feira, dia 30, foi instado pelo presidente Filipe Nyusi a aprimorar as estratégias de combate ao terrorismo e crime organizado, em particular os raptos.

Segundo a Voz da América, na ótica do Chefe do Estado, para que isso aconteça o ministro Ronda deverá permanecer sempre do lado do cidadão e da polícia, que é a razão de existência do Ministério do Interior, vivendo no seu dia-a-dia, os seus problemas.

O investigador e jornalista Luís Nhachote, considera que as tarefas dadas ao novo ministro são enormes, porque segundo ele, o Ministério do Interior é problemático.

Actos de terrorismo, por um grupo ligado ao Estado Islâmico, desestabilizam o norte de Cabo Delgado, desde 2017 e os raptos são particularmente recorrentes na capital, Maputo.


Até finais deste ano, a cidade de Pemba, em Cabo Delgado, terá um um novo sistema de abastecimento de água, garantiu o ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, Carlos Mesquita.

O jornal “O País” diz que o projecto de construção e ampliação do sistema de abastecimento de água de Pemba, iniciou-se em 2021 e, segundo o plano, deveria terminar em 2022, mas até hoje, as obras não terminaram e a população continua a sofrer.

Com o sistema de abastecimento de água de Pemba quase concluído, o governo está agora preocupado com a situação do “Planalto dos Macondes”, uma zona com uma grave crise de água, que dura há quase cinquenta anos.


Mantenha-se atualizado sobre o conflito em Cabo Delgado, através das nossas páginas de Facebook, Telegram e qualquer aplicativo Podcast. Ou visite o nosso website avoz.org

Pode também receber as notícias no WhatsApp, todas as Terças e Quintas-feiras, mandando uma mensagem para +258 843285766, na sua língua de preferência: Português, Emakhwa, Shimakonde, Kimwani ou Kiswahili.

Receba as noticias via WhatsApp e Telegram!

Para subscrever pelo WhatsApp, clique o botão abaixo e selecione o seu idioma de preferência. Por favor, salve nos seus contactos o número do WhatsApp do Plural Media. Fique tranquilo que ninguém poderá ver o seu contacto.Para subscrever pelo Telegram, clique no botão e siga as instruções no Telegram. O seu contacto não será público.

Popular

magnifierchevron-down