Em curso ofensiva das FDS contra terroristas em Macomia

Listen to us here:
Android
iOS
16 Abril, 2024

Saudações! Seja bem-vindo à edição de "A Voz de Cabo Delgado" para 16 de Abril de 2024. "A Voz de Cabo Delgado" é um espaço noticioso produzido pela Plural Média, em parceria com o projecto Cabo Ligado.

Para já os destaques:

🔸 Em curso ofensiva das FDS contra terroristas em Macomia

🔸 Terroristas matam cinco civis em Quissanga

🔸 Encontrados corpos sem vida no distrito de Ancuabe


As Forças de Defesa e Segurança (FDS) lançaram há cerca de uma semana uma ofensiva contra focos terroristas nos postos administrativos de Mucojo e Quiterajo, no distrito de Macomia, centro de Cabo Delgado, escreve a "Carta de Moçambique".

De acordo com a publicação, as ofensivas lançadas pelas FDS em Mucojo e Quiterajo envolvem meios aéreos, terrestres e marítimos. Contudo, segundo algumas fontes em Macomia-sede, os terroristas abandonaram Mucojo e foram fixar-se no vizinho distrito de Quissanga.

O Administrador de Macomia, Tomás Badae, confirmou, na última quarta-feira (10), o desenrolar das operações e nega que a ofensiva visa civis. Falando a jornalistas, Badae disse que, no mês passado, a pedido das Forças de Defesa e Segurança, toda a população de Mucojo foi avisada a abandonar a área, pelo que, quem ainda permanece na região é considerado colaborador dos terroristas.


Os grupos armados responsáveis pelos ataques armados em Cabo Delgado mataram na semana passada cinco pessoas e amputaram o braço de uma outra, no distrito de Quissanga, avançaram à Lusa fontes locais.

O incidente ocorreu por volta das 08:00 de quarta-feira no posto administrativo de Bilibiza, no distrito Quissanga, quando os residentes de uma comunidade do interior se encontravam a trabalhar nas suas machambas.

Além dos cinco mortos, os terroristas amputaram o braço de uma outra pessoa, que neste momento encontra-se na sede distrital de Macomia, a 40 quilómetros de Bilibiza.

Entre os mortos, acrescentou uma outra fonte, está uma mulher que, por duas vezes, escapou aos grupos terroristas naquela região.


Dois corpos foram encontrados recentemente sem vida na aldeia de Rapale, distrito de Ancuabe, mas ainda são escassos os detalhes sobre as razões das mortes. Os corpos de jovens encontravam-se em avançado estado de decomposição.

Citado pela Zumbo FM, o Secretário da Aldeia de Rapale, Francisco Age Abadre, disse que os corpos encontrados aparentam ser de jovens com idades compreendidas entre 25 a 30 anos. Francisco Abadre, acrescentou que não foi possível identifica-los, e foram enterrados no mesmo dia e local.

A PRM em Cabo Delgado, através do Chefe do Departamento de Relações Públicas Aniceto Magome, que confirmou o facto sem avançar detalhes, assegurando que foi destacada uma equipe técnica multissectorial composta por SERNIC, PRM e Saúde para apurar no terreno o que teria acontecido.


Mantenha-se atualizado sobre a província de Cabo Delgado, através das nossas páginas de Facebook, Telegram e qualquer aplicativo Podcast.
Ou visite o nosso website avoz.org

Pode também receber as notícias no WhatsApp, todas as Terças e Quintas-feiras, mandando uma mensagem para +258 843285766, na sua língua de preferência: Português, Emakwa, Shimakonde, Kimwani ou Kiswahili.

Receba as noticias via WhatsApp e Telegram!

Para subscrever pelo WhatsApp, clique o botão abaixo e selecione o seu idioma de preferência. Por favor, salve nos seus contactos o número do WhatsApp do Plural Media. Fique tranquilo que ninguém poderá ver o seu contacto.Para subscrever pelo Telegram, clique no botão e siga as instruções no Telegram. O seu contacto não será público.

Popular

magnifierchevron-down