Duas mortes confirmadas em ataque a Mitope, Mocímboa da Praia

Listen to us here:
Android
iOS
9 Março, 2023

Saudações! Seja bem-vindo à edição de "A Voz de Cabo Delgado" para 09 de Março de 2023. "A Voz de Cabo Delgado" é um espaço noticioso produzido pela Plural Média, em parceria com o projecto Cabo Ligado.

Para já os destaques:

🔸 Duas mortes confirmadas em ataque a Mitope, Mocímboa da Praia

🔸 Capturados supostos terroristas em Muidumbe


Foram confirmadas duas mortes num ataque dos insurgentes à aldeia de Mitope, Mocímboa da Praia, na tarde de 4 de Março.

No ataque os terroristas mataram dois membros das Forças Locais, ferindo uma mulher e possivelmente outro civil.

Segundo o relatório semanal do Cabo Ligado, os insurgentes ocuparam a aldeia por várias horas, saqueando alimentos e mercadorias antes de se retirarem para oeste, em direção a Chitolo.

Cabo Ligado lembra que a aldeia Mitope foi atacada anteriormente em Dezembro e continua vulnerável a insurgentes que se infiltram a partir do distrito de Nangade, a leste.

A região situa-se a pouco menos de 40 km da vila de Mocímboa da Praia, onde as forças de segurança ainda lutam para afastar as ameaças dos insurgentes.


Um grupo de três terroristas foi na última segunda-feira capturado na aldeia Mandava, no distrito de Muidumbe, no norte de Cabo Delgado, avança o jornal "Integrity".

Conforme explica o jornal, o grupo caiu nas malhas da população, quando tentava encontrar comida numa das casas e de seguida foi entregue à força local no distrito de Muidumbe.

Segundo a mesma fonte, nos primeiros interrogatórios, os supostos terroristas disseram que tinham fugido de uma base na zona de Homba, devido à fome. Os mesmos foram levados para o distrito de Mueda, centro do Teatro Operacional Norte (TON).


Continua a faltar uma informação objectiva e sistematizada sobre o regresso das populações e segurança na província de Cabo Delgado, refere o mais recente estudo do Observatório do Mundo Rural, OMR.

O estudo da autoria do pesquisador João Feijó, divulgado no dia 6 de Março, tem como título ‘’O regresso das populações e reconstrução do nordeste de Cabo Delgado – da fragilização do estado à emergência de uma totalândia’’.

João Feijó sublinha não existirem dados sobre o que significa a reabertura dos serviços públicos ao nível da saúde, da educação, do apoio a actividades económicas ou da justiça e sobre o reinício das actividades económicas.

A partir de entrevistas e observações realizadas nos distritos de Palma e de Mocímboa da Praia, o estudo do OMR tem como objectivo realizar um retrato do ambiente socioeconómico no Nordeste de Cabo Delgado, nomeadamente na zona em redor de um dos maiores projectos de investimento em gás natural de todo o continente africano, com epicentro na península de Afungi.


Mantenha-se atualizado sobre o conflito em Cabo Delgado, através das nossas páginas de Facebook, Telegram e qualquer aplicativo Podcast.
Ou visite o nosso website avoz.org

Pode também receber as notícias no WhatsApp, todas as Terças e Quintas-feiras, mandando uma mensagem para +258 843285766, na sua língua de preferência: Português, Emakwa, Shimakonde, Kimwani ou Kiswahili.

Receba as noticias via WhatsApp e Telegram!

Para subscrever pelo WhatsApp, clique o botão abaixo e selecione o seu idioma de preferência. Por favor, salve nos seus contactos o número do WhatsApp do Plural Media. Fique tranquilo que ninguém poderá ver o seu contacto.Para subscrever pelo Telegram, clique no botão e siga as instruções no Telegram. O seu contacto não será público.

Popular

magnifierchevron-down